Como o Bitcoin pode salvar milhões de Ucranianos refugiados da guerra?

Estima-se que aproximadamente 10.5 milhões de Ucranianos, que somam cerca de 23% de toda a Ucrânia, foram obrigados a abandonar suas cidades, lares e imóveis devido à invasão ordenada por Vladimir Putin.

Para proteger seu patrimônio, o ucraniano poderia vender seus imóveis, carros e bens não-portáveis por Bitcoin. Por ser descentralizado, a rede Bitcoin é incapaz de ser censurada por governos, além de ser um ativo escasso e fácil de transportar.

A chave privada de uma carteira bitcoin pode ser convertida em 12 ou 24 palavras, que podem ser memorizadas ou anotadas, podendo facilmente serem transportadas sem chamar atenção; diferentemente de grandes quantias de ouro ou dinheiro em espécie.

Uma vez estabelecido em segurança em outro país, o cidadão ucraniano pode recomeçar a sua vida pós-guerra trocando seus bitcoin por ativos reais, mantendo assim grande parte do seu patrimônio intacto, se protegendo completamente da destruição causada pela guerra.

O Bitcoin oferece plena soberania ao cidadão e possibilita a ele o controle de sua vida financeira sem depender de governos, de terceiros ou intermediários.

Por Felipe Leite